sábado, 28 de abril de 2012

BOTE FÉ São Luís

Teve início ontem, 27 de abril, o Bote Fé São Luís. A Cruz peregrina e o Ícone de Nossa Senhora foram trazidos de ferryboat para a Ilha, sendo entregues ao bispo auxiliar Dom José Carlos Chacorowski pelos jovens da Diocese de Pinheiro. Os símbolos da Jornada seguiram no carro do Corpo de Bombeiros para a Universidade Federal do Maranhão - contando com a presença do seminarista Donizete Quaresma.




À tarde a Cruz e o Ícone chegaram à Catedral Metropolitana Nossa Senhora da Vitória, onde foi celebrada a Santa Missa, seguida de visitação aos símbolos, oração do Terço e catequeses (momentos de reflexão) com os diversos movimentos juvenis da Arquidiocese. Durante a noite o seminarista Laersio também visitou os símbolos da Jornada.


Hoje pela manhã os símbolos foram para a Paróquia da Imaculada Conceição da Bem-Aventurada Virgem e a tarde seguem para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas e o Hospital do Câncer Aldenora Bello. O Hospital Aldenora Bello, onde o seminarista André Farias faz pastoral atualmente, será a primeira unidade hospitalar a ser visitada pelos símbolos da Jornada em todo o mundo, segundo informações da organização. A noite, na Praça Maria Aragão, acontece o "Boté Fé", com a celebração da Santa Missa e a Vigília com os jovens, contando com os shows da banda Via 33, de Davidson Silva, Zé Vicente e Pe. Reginaldo Manzotti.

Ordenação Diaconal de Paulo Olímpio

 
Estamos unidos pela oração ao nosso irmão Paulo Olímpio Rego, que hoje à noite, pela imposição das mãos e oração consecratória do nosso bispo Dom Gilberto será ordenado diácono da Igreja. O Seminário Bom Pastor será representado por nosso reitor, Pe. Ivanildo Oliveira, que desempenhará a função de Mestre de Cerimônias.
Paulo Olímpio é da paróquia Nossa Senhora de Fátima (Catedral) e fez toda a sua formação inicial em vista do presbiterato no Ceará, na Comunidade Nova Jerusalém, da qual era membro. Depois de desligar-se da congregação, voltou para a diocese de Imperatriz e durante alguns meses fez estágio pastoral em várias paróquias. A ele e a sua família oferecemos nossa comunhão de fé e oração e os votos de um frutuoso ministério diaconal!

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Missa de Encerramento da 50ª Assembleia Geral da CNBB - Santuário Nacional - 26/04/2012

Núncio Apostólico preside Celebração de Encerramento da 50ª Assembleia Geral da CNBB


Do site da CNBB:
novonuncioana_50ag2012
A Celebração Eucarística de encerramento da 50ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) reuniu todo o episcopado brasileiro em torno do Altar Central do Santuário Nacional, nesta quinta-feira (26).
A celebração foi presidida pelo Núncio Apostólico no Brasil, dom Giovanni D’Aniello.
No início da celebração, o bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner leu a Carta de recomendação o Secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Tarcisio Bertone.
O Cardeal arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB, Dom Raymundo Damasceno Assis deu as boas vindas ao Núncio Apostólico no Brasil, dom Giovanni D’Aniello ressaltando que a celebração em Ação de Graças pelo encerramento da Assembleia Geral reveste-se também de um significado especial.
“Quero desejar a dom Giovanni D’Aniello que a sua missão seja fecunda, pois já começa sob a proteção de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil”, afirmou dom Damasceno.
Em sua homilia, o Núncio Apostólico, dom Giovanni D’Aniello afirmou que é uma grande alegria iniciar sua missão sob a proteção da Padroeira do Brasil.
“É uma grande alegria iniciar a minha missão neste santuário mariano, sob a proteção de Nossa Senhora Aparecida. Agradeço Dom Damasceno pelo convite de presidir esta celebração e a toda acolhida do episcopado brasileiro”, afirmou o Núncio.
geralnuncioapostlico50ag2012

Dom Giovanni D’Aniello ressaltou que o Papa Bento XVI o encarregou de transmitir a todos os Bispos do Brasil sua mensagem de saudação afetuosa e sua oração diária.
"O que nos une aqui é o dom da fé. Fé que nasce do encontro, segundo a narração da primeira leitura que ouvimos nesta celebração”, afirmou.
Dom Giovanni D’Aniello acrescentou que neste momento em que inicia sua missão como Núncio Apostólico no Brasil, representante do Santo Padre, se une também a todos como irmão na fraternidade e na fé.
O Núncio afirmou que a Palavra de Deus proclamada torna-se pão que alimenta toda pessoa.
“A Palavra tornou-se vida que alimenta a todos nós. De fato, quem se alimenta desse pão vivo que é Jesus, apropria-se do Pai que leva a eternidade e a nossa participação nessa eucaristia nos coloca em comunhão com Ele”, acrescentou.
Encerramento sua reflexão, Dom Giovanni D’Aniello reforçou aos bispos que inicia sua caminhada como Núncio Apostólico junto de toda a Igreja no Brasil com grande alegria.
“Queridos irmãos do episcopado, clero brasileiro e fiéis, junto de todos quero comemorar a profunda união que deve ter entre nós e confiar minha caminhada a Nossa Senhora Aparecida, rainha e Padroeira do Brasil, para ela me ajude nessa missão e interceda junto ao Pai”, afirmou Dom Giovanni D’Aniello.
Ao final da celebração, Dom Damasceno agradeceu o reitor do Santuário Nacional de Aparecida, padre Darci Nicioli e aos Missionários Redentoristas pelo acolhimento durante a 50ª Assembleia Geral da CNBB.
“Quero também estender meu agradecimento a todos que colaboraram pela realização da Assembleia e se dedicaram nesses dias para a sua realização”, concluiu Dom Damasceno.

Bispos emitem nota sobre os 50 anos de abertura do Concílio Vaticano II

Do site da CNBB: